Mostrando postagens com marcador bulimia. Mostrar todas as postagens

Olá leitores! Venho trazendo para vocês resenha do Livro  Garotas de Vidro   da autora Laurie Halse Anderson. O livro foi enviado pela edito...

Olá leitores! Venho trazendo para vocês resenha do Livro Garotas de Vidro da autora Laurie Halse Anderson. O livro foi enviado pela editora parceira do Jornalismo na Alma, Novo Conceito. Eu fiz uma resenha escrita, com notinhas e outra em vídeo para as pessoas que desejam saber do livro de uma forma mais rápida.

Vídeo Resenha   



FICHA TÉCNICA
Páginas:272
Formato: Brochura
Selo: Editora Novo Conceito
Onde comprar? Livraria Cultura

NOTAS
Capa: 10
Conteúdo: 10
Diagramação: 10
Nota geral: 10 (Muito Bom)



Frágil, leve...Como uma Garota de Vidro
Por Paloma Viricio
Imagine guloseimas de todos os tipos, deliciosos cupcakes, um apetitoso jantar de ação de graças, milk-shake, pizza, hambúrguer, batata frita... Imagine o sabor, o cheiro, o paladar, a boca desejando, pedindo. Agora imagine ter vontade de comer isso, ou uma refeição qualquer, desejar, sentir a barriga roer pedindo um alimento e não poder comer nada, você não se permite ingerir nada além de água= [0 calorias], ou uma refeição que limite-se a “ (...) dez uvas-passas (16) e cinco amêndoas (35) e uma pera meio verde (121) (=172)”, ou qualquer outra que não ultrapasse um total de 200 calorias diárias.

A balança é o pior inimigo que poderia existir, ela marca 45 kg, mas você quer menos 43, 40... Precisa sentir-se leve, limpa... Flutuante. A carne necessita, mas o psicológico surra o desejo e te transforma em uma frágil refém de si mesma... Uma Garota de Vidro... “ A verdade nem sempre é o que enxergamos”.

A obra é um drama cujo tema central são distúrbios alimentares: Anorexia e Bulimia. A principal da trama é Lia uma adolescente que aposta com a melhor amiga, Cassie, quem será a menina mais magra do colégio. Só que elas não poderiam imaginar que isso iria se transformar em um grande redemoinho que sugaria a energia, saúde e vida de ambas. Cassie morre de forma brutal em um quarto de motel após tentar comunicar-se com Lia 33 vezes, mas ela não atende, pois não eram mais tão amigas como antes. 


Agora Lia, não tem mais porque continuar a aposta. Será?  Isso se a amiga desencarnada ficasse em paz. Mas Cassie passa a atormentar Lia depois de morta. Além da jovem ter que enfrentar um problema já enraizado em seu corpo, a anorexia, ainda terá que saber lidar com as misteriosas visões fantasmagóricas de Cassie. O que será que ela quer? Como livrar-se dessa situação? Lia vive com o pai, a madrasta e a irmã de consideração dela. A mãe da jovem é médica e sempre está ocupada na correria da ala de emergência do hospital. 

Lia não consegue perceber que está com problemas, muito menos entender que os familiares apenas querem ajudar ela a livrar-se da doença e todos acabam sofrendo juntos, como em uma roda de tortura. Durante a trama podemos notar todo o sofrimento da garota e também dos familiares que tentam de qualquer maneira socorrer a última esperança de fazer com que ela se cure. Mas será que ela irá conseguir sair dessa? Lia deixará de ser uma Garota de Vidro?

De acordo com o Portal do Ministério da Saúde (www), os distúrbios alimentares são uma realidade cada vez mais grave e que afetam principalmente mulheres e meninas que estão em busca do corpo tido como perfeito. Os dados estatísticos são tristes e comprovam que a anorexia obtém estimativa de 0,5 a 1% da população, enquanto a Bulimia coleciona de 1 a 4%. 
O tema também foi pauta da matéria publicada no programa Conexão Repórter, da emissora SBT, realizada pelo jornalista Roberto Cabrini (www). A reportagem que foi ao ar no dia 14/06/2012, mostrou o drama enfrentado por meninas que lutam contra as inimigas Ana e Mia (Apelido de Anorexia e Bulimia utilizado por garotas em blogs e fóruns sobre o tema) todos os dias.


Até a modelo e apresentadora do programa Esquadrão da Moda, Isabella Fiorentino, abriu o jogo e revelou como enfrentou a guerra com os distúrbios alimentares que sofreu. “Essa ditadura de que tem que ser prefeita, ter a pele perfeita, cinturinha no lugar...isso é desumano. Acho um crime fazer isso”, alfineta Isabella. E Fiorentino desabafa ” Você não percebe é uma doença sorrateira, geralmente quem começou com anorexia já tinha bulimia...Eu estava doente, tive que tomar remédio, fazer terapia. Fiquei um ano e meio para me curar, ficar bem. Eu falo até hoje que anorexia você não cura, você controla“, relata a modelo.


Licença Creative Commons
O trabalho Frágil, leve...Como uma Garota de Vidro de Paloma Viricio foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Brasil.
Obs.: Todos os textos produzidos neste blog são da minha autoria e estão registrados. Se utilizá-los, por favor lembre-se dos créditos.