Mostrando postagens com marcador uma conversa com as palavras. Mostrar todas as postagens

Por Rejane Luci Silva da Costa Sofrer preconceito não tem nexo, ser discriminado deixa qualquer ser perplexo. Conviver com a i...


Por Rejane Luci Silva da Costa

Sofrer preconceito não tem nexo,
ser discriminado deixa qualquer ser perplexo.

Conviver com a intolerância é absurdo,
com a hostilidade, estúpido.

Suportar a rejeição é irracional,
a opressão, surreal.

Saber que a cor da nossa pele nos condena à morte
é terrível e muito forte!

Consentir a segregação é insuportável,
permitir racismo, injustificável.

Pela da cor da pele
ser coagido, maltratado e julgado. É completamente insano.

Onde está o bom senso e a compaixão?
Isso apavora, angustia e dilacera o coração.

Pela da cor da pele
ser punido, condenado e morto. É completamente desumano.

Assistir seres humanos morrendo por essa razão é descabido
É anti-humano, é cruel. É uma situação sem sentido.

SITUAÇÕES DE INJURIA RACIAL E RACISMO? DISQUE 156.





Autora - Rejane Luci Silva da Costa Knoth
Baiana de Inhambupe
Professora e escritora com um livro publicado:
Graduada em Letras Vernáculas com Inglês - UNEB
Especialista em Educação Infantil - UNEB
Pós-Graduada em Metodologias do Ensino da Língua Portuguesa - UGF
Mestre em Letras – UNEB
WhatsApp- 7599605210

Por Rejane Luci Silva da Costa Piamente, para subsistir neste mundo precisa-se de galhardia É tanto biltre, tanto patarata, ta...


Por Rejane Luci Silva da Costa

Piamente, para subsistir neste mundo precisa-se de galhardia
É tanto biltre, tanto patarata, tanto ladino...
São atitudes e pensamentos tão nefastos e sem valia
Que crer no ser humano, em tempos árduos, parece desatino.

Uns se consideram astuto e finório
Agem como um parlapatão...
E, a fim de intrujar, usam subterfúgio
Sendo um verdadeiro aldrabão.

De forma ardilosa, lançam mão de sortilégio
Sendo um baita sotrancão
Nem se preocupam com presságio
O que é uma abominação.

Outros são janotas, mas sem galanteio
Usam da rudeza e da arrebatação
Com desígnio e objetivo sombrio
Subjugam os incautos, sem ponderação.

Querem nos urdir, com todo malefício
Pela aldabrice, pela truculência ou pela enganação
Querem nos confeiçoar, com todo artifício
Pelos putrefatos, pelo alarde ou pelo patacão.

Portanto, para nosso regozijo, sem sacrifício
É amizade em abundância, é inextinguível gratidão
É fé pujante, o que é bem propício
E amor à exaustão




Autora - Rejane Luci Silva da Costa Knoth
Baiana de Inhambupe
Professora e escritora com um livro publicado:
Graduada em Letras Vernáculas com Inglês - UNEB
Especialista em Educação Infantil - UNEB
Pós-Graduada em Metodologias do Ensino da Língua Portuguesa - UGF
Mestre em Letras – UNEB
WhatsApp- 7599605210

Por Rejane Luci Silva da Costa Para nós, pobres mortais, a vida não é nada fácil! Pagamos médico, alimentação, transporte, alugue...


Por Rejane Luci Silva da Costa

Para nós, pobres mortais, a vida não é nada fácil!
Pagamos médico, alimentação, transporte, aluguel, … como é difícil!
No entanto, tem quem receba ajuda de custo para tudo isso
Todo mês está na conta. É um compromisso!

Se você ou seu filho doente ficar
Se plano de saúde você não puder pagar
Será atendido pelo SUS, quando a fila acabar.
Entretanto, há quem não precisa por este perrengue passar
Qualquer exame, cirurgia ou tratamento pode logo realizar
Tendo sempre a certeza de que o gasto com a saúde vão reembolsar.

Você trabalha para sua família alimentar
Parte do seu salário é para comida comprar
Arroz, feijão, farinha, ... não podem faltar
Mas, há quem receba auxílio-alimentação para facilitar
A quantia deste benefício é bem particular
Em uma só refeição, o valor de uma cesta básica se pode gastar.

O transporte público em nosso país faz qualquer usuário se queixar
São barcos, ônibus ou trens difíceis de embarcar
Pois estão em péssimo estado de conservação para rodar
Ou então, surgem lotados, são caros e muitas vezes fazem o trabalhador se atrasar
Porém, há quem tenha acesso a passagens aéreas para voar
Carro alugado, combustível para seus problemas de locomoção solucionar.

A maioria dos brasileiros não tem a tão almejada casa própria pra morar
Tem que amargar os altos alugueis, mês a mês sem atrasar
Senão é senhorio em sua porta para lhe despejar.
Todavia, há quem tenha direito ao auxílio-moradia para ajudar
Ou dispõe de um apartamento funcional para ocupar
Infelizmente, estas regalias são para uma parte da população que é bem singular.

Devo esclarecer que cada prerrogativa citada na lei estar
Portanto, seus beneficiários preferem aceitar
Onerando os cofres públicos que não conseguem mais as mordomias assegurar
O que resta é a opinião pública se manifestar
Bem como, ter bastante consciência e sabedoria na hora de votar
Porque todos os brasileiros merecem ter uma vida decente e de mordomias desfrutar.

Resultado final: Somos todos mortais.




Autora - Rejane Luci Silva da Costa Knoth
Baiana de Inhambupe
Professora e escritora com um livro publicado:
Graduada em Letras Vernáculas com Inglês - UNEB
Especialista em Educação Infantil - UNEB
Pós-Graduada em Metodologias do Ensino da Língua Portuguesa - UGF
Mestre em Letras – UNEB
WhatsApp- 7599605210

Por Rejane Luci Silva da Costa Graves conflitos: Guerras tiranas, Crises desumanas. Cruéis atentados: Sofrimentos incompa...

refugiados

Por Rejane Luci Silva da Costa

Graves conflitos:
Guerras tiranas,
Crises desumanas.

Cruéis atentados:
Sofrimentos incomparáveis,
Mortes inevitáveis.

Corajosa decisão:
Deslocamento forçado,
Martírio abnegado.

Diferente cultura:
Hábitos para adquirir,
Costumes para assumir.

Nova língua,
Crenças surpreendentes,
Sabores atraentes...

Necessária reintegração,
Preconceitos vis,
Discriminações sutis...

Fortes seres humanos
que de sua terra são obrigados a partir.

Aflitos, deixam sua pátria
crendo que suas dores vão diminuir.

Encontram falta de respeito, de atenção
e se esforçam para não desistir.

Enfrentam toda adversidade
Mas tentam resistir.

Quando recebem abrigo e proteção,
empenham-se para prosseguir.

Com esperança no coração,
lutam para suas vidas reconstruir.





Autora - Rejane Luci Silva da Costa Knoth
Baiana de Inhambupe
Professora e escritora com um livro publicado:
Graduada em Letras Vernáculas com Inglês - UNEB
Especialista em Educação Infantil - UNEB
Pós-Graduada em Metodologias do Ensino da Língua Portuguesa - UGF
Mestre em Letras – UNEB
WhatsApp- 7599605210

Por Rejane Luci Silva da Costa A vida é assim para quem é considerado DIFERENTE: Superar limites todos os dias de maneira fre...

flor-poesia

Por Rejane Luci Silva da Costa


A vida é assim para quem é considerado DIFERENTE:

Superar limites todos os dias de maneira frequente
Driblar obstáculos em seu cotidiano usando uma conduta excelente
Tolerar discriminações a toda hora de forma coerente
Suportar preconceitos a todo instante com estilo inteligente
Resistir aos intolerantes a cada minuto com um meio eficiente
Aturar julgamentos a cada segundo com jeito envolvente
E arcar com as consequências de suas escolhas de modo transparente.

A vida é assim para quem é considerado NORMAL:

Superar limites todos os dias de maneira substancial
Driblar obstáculos em seu cotidiano usando uma conduta ideal
Tolerar discriminações a toda hora de forma genial
Suportar preconceitos a todo instante com estilo sensacional
Resistir aos intolerantes a cada minuto com um meio especial
Aturar julgamentos a cada segundo com jeito natural
E arcar com as consequências de suas escolhas de modo integral.

Afinal,
Quem pode ser considerado DIFERENTE?
Quem pode ser considerado NORMAL?
Ser normal é diferente?
Ou ser diferente é normal?



Autora - Rejane Luci Silva da Costa Knoth
Baiana de Inhambupe
Professora e escritora com um livro publicado:
Graduada em Letras Vernáculas com Inglês - UNEB
Especialista em Educação Infantil - UNEB
Pós-Graduada em Metodologias do Ensino da Língua Portuguesa - UGF
Mestre em Letras – UNEB
WhatsApp- 7599605210

UMA CONVERSA COM AS PALAVRAS - REJANE LUCI SILVA DA COSTA KNOTH Os textos apresentados neste livro foram escritos em diferentes mom...

UMA CONVERSA COM AS PALAVRAS - REJANE LUCI SILVA DA COSTA KNOTH


UMA-CONVERSA-COM-AS-PALAVRAS-LIVRO

Os textos apresentados neste livro foram escritos em diferentes momentos. Momentos de alegria ou de tristeza, de felicidade, de uma saudade saudável ou de apreensão diante dos temas abordados. Além disso, foram segundos de inspiração, horas de reflexão, meses e meses de dedicação, anos de leitura. Esclareço que resolvi fazer esta publicação por conta da época que estamos vivenciando: tempos de incerteza, segundos de tranquilidade, meses e meses de fake news, anos de violência. Uma época bem difícil para desfrutarmos da convivência um do outro.

Exponho, aqui, textos do gênero poema que  tentei  colocar um  pouco  de  poesia,  fazendo  uso  das  palavras, meu  instrumento de trabalho e de luta, da melhor forma que encontrei. Ressalto que o que será lido não se tratam de verdades, nem de uma exposição de defeitos ou qualidades deste ou daquele ser, muito menos de uma crítica a qualquer comportamento. O que será lido nada mais é do que uma visão, o pensamento, extremamente subjetivo de uma mulher, que é mãe, esposa e professora que pretende levar o leitor a refletir e a se emocionar acerca dos assuntos tratados.

REJANE LUCI SILVA DA COSTA KNOTH AUTORA
Rejane Luci  Silva da Costa Knoth
Baiana de Inhambupe
Professora e escritora
Graduada em Letras Vernáculas com Inglês - UNEB
Especialista em Educação Infantil - UNEB
Pós-Graduada em Metodologias do Ensino da Língua Portuguesa - UGF
Mestre em Letras – UNEB

e-mail: reluknoth@yahoo.com.br

Encontro o livro aqui: Shoptime - Submarino - Americanas