Mostrando postagens com marcador cidade em orgasmo. Mostrar todas as postagens

Por entre tanta poesia urbana, tanta pressa e monotonia, por entre nossas lembranças mais profanas e nossa eterna agonia. Eu pude ver a ...


Por entre tanta poesia urbana, tanta pressa e monotonia, por entre nossas lembranças mais profanas e nossa eterna agonia. Eu pude ver a luz escorrer pelos meus dedos, como o tempo se arrastar no meio do caos. Em um dia tão infernal, um silêncio crucial perpassava por entre os gritos da cidade em orgasmo. Eu pude ver, eu pude sentir, eu ainda tinha o hoje por entre os ontens de mim.
E hoje eu estava ali. Eu vi o amor com meus próprios olhos. Nenhum poeta me contou.