Entrevista com escritor Alma Cervantes


Olá meus leitores!O Jornalismo na Alma traz entrevista com o autor Alma Cervantes, que escreveu Se arrependimento matasseAbaixo vocês podem conhecer um pouco mais sobre o escritor e também o livro.Vamos conferir?
Sobre o livro
Alex, Alice e Rebeca são grandes amigos e decidem se reencontrar depois de alguns anos sem se verem. O lugar escolhido é o hotel dos pais de Alex, mas o que parecia uma viagem especial, repleta de conversas agradáveis e descontraídas com os outros hóspedes durante o jantar se transforma, em seguida, num pesadelo. Quando os três se preparam para dormir, ouvem batidas desesperadas à porta e seguem ao salão, onde logo descobrem que o cozinheiro fora assassinado. Com a comoção, somada à dificuldade de fuga devido à tempestade e névoa lá fora, a confusão logo se instala no hotel, além de um desagradável clima de suspeita entre os hóspedes. 


Jornalismo na Alma-Como iniciou o desejo de ser escritor?
Alma Cervantes-Decidi somente depois de começar a escrever. Iniciei a história sem compromisso e fui tomando gosto cada vez mais.
Jornalismo na Alma-Como buscou inspiração para criar Se arrependimento matasse?
Alma Cervantes-Não funciono muito por inspiração. Gosto muito de mistérios (fã principalmente de Agatha Christie) e quis escrever uma história do gênero.
Jornalismo na Alma-Como surgiu a escolha do nome do livro?
Alma Cervantes-Minha criatividade para esse tipo de coisa é péssima... Foi o único título que consegui pensar, acho que por ter alguma relação com a história.
  
Jornalismo na Alma-Qual a maior dificuldade em escrever um livro policial?
Alma Cervantes-Ser coerente e plausível com um crime bem bolado. Exige muita lógica, e às vezes surgem obstáculos muito simples, porém difíceis de superar.
Jornalismo na Alma-Qual a dica que daria para quem deseja escrever uma obra desse gênero?
Alma Cervantes-Como para qualquer outro gênero: leia bastante (tanto esse quanto outros gêneros!); e, como recomendação pessoal, tenha foco no motivo e sentimentos das personagens... Crime sem coração é crime sem sentido.
Jornalismo na Alma-Sobre qual outro gênero literário escreveria? Por quê?
Alma Cervantes-Não sou muito fã de me impor limites... Caso eu tenha uma boa ideia para livro, não vejo por que não o escrever.
Jornalismo na Alma-Quem confeccionou a capa de Se arrependimento matasse?
Alma Cervantes-Foi trabalho da equipe de produção da editora.
Jornalismo na Alma-Se pudesse ser personagem do seu livro qual seria? Por quê?
Alma Cervantes-Hum, prefiro distorcer um pouco a pergunta e dizer com qual personagem eu mais me identifico. Eu diria o Alex, talvez pelo jeito de agir e lidar com os outros.
Jornalismo na Alma-Qual livro está atualmente na sua cabeceira?
Alma Cervantes-Não sou muito de ter um livro de cabeceira. Costumo ler de vez em quando, mas o livro todo de uma vez.
Jornalismo na Alma-Qual a maior dificuldade que enfrentou para publicar seu livro? Como superou essa situação?
Alma Cervantes-Encontrar uma editora é sempre difícil, embora eu não tenha levado muito tempo. Apresentar seu livro (fazer chegar às pessoas) é bem difícil.
Jornalismo na Alma-Com sente-se com a receptividade das pessoas que leram sua obra?
Alma Cervantes-Não sei se posso dizer satisfeito, pois sou bastante orgulhoso; dizer satisfeito seria admitir que assim está bom, e quero atingir cada vez mais. Muitas críticas positivas, outras nem tanto. Sempre motivando a melhorar.
Jornalismo na Alma-De que forma as parcerias literárias com blogs/sites ajudam o escritor?
Alma Cervantes-Pela dificuldade de divulgação pessoal e mesmo por parte de editoras, os blogs tornam-se o maior (e talvez melhor) meio de fazer a obra chegar ao público.
Jornalismo na Alma-Diga um autor preferido no Brasil? Por quê?
Alma Cervantes-Ainda tenho muito a ler da literatura brasileira, mas acho que Álvares de Azevedo (pelo livro Noite na Taverna).
Jornalismo na Alma-Diga um autor estrangeiro preferido? Por quê?
Alma Cervantes-Um só é complicado... Agatha Christie, pela genialidade de seus mistérios; Ryukushi0, por ser autor da história mais profunda que já li.

Jornalismo na Alma-Qual a dica que você daria para futuros escritores?
Alma Cervantes-A dica para futuros escritores? Deixem de ser “futuros” e comecem a escrever, pois muito se aprende na prática. Além disso, leia bastante e estude português o máximo possível (é sempre bom!).

 Sobre o autor
Alma Cervantes é admirador da Língua Portuguesa desde a infância e grande fã dos romances policiais de Agatha Christie. Faz sua estéria na literatura com o romance policial "Se arrependimento matasse".Fonte: Jovens Leitores.

Contato

È autor ou tem um blog e quer ser entrevistado pelo Jornalismo na Alma? Basta enviar um mensagem pela página Contato através do formulário. 

You Might Also Like

12 Opiniões

  1. Parabéns pela entrevista, Paloma, ficou muito legal!
    A dica para os "futuros" escritores deixarem de ser futuros foi perfeita. É exatamente isso!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  2. Gostei, mas só tomar um pouco de cuidado com o orgulho que nos cega.
    Beijos e queijos.

    ResponderExcluir
  3. Gostei da entrevista, xará...só resta o livro ser bom também.
    Bjoks

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia. Gostei da entrevista!

    ResponderExcluir
  5. Oi Paloma, tudo bem?

    Adorei a entrevista com o autor. Já vi algumas resenhas sobre o livro dele. Sou super fã de Agatha Christie também, livro de mistério é comigo mesmo!!! Imagino que deve ser bem difícil mesmo você amarrar toda a história no final de forma coerente. Muitas vezes nesta parte é que o autor acaba errando na mão =(

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  6. Um tema bem criativo e a história parece ser bem interessante. Adorei! beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Gostei bastante das respostas dele! Ainda mais sobre o futuros autores
    Estou empacada num livro que comecei e até agora nada!

    Bem legal a entrevista e o autor também!
    Beijos,
    Gabriella Suzart

    ResponderExcluir
  8. Adoro livros com suspenses, ele é bem interativo na entrevista, curti bastante! :)

    ResponderExcluir
  9. O Alma é uma pessoa muito calma e simpática! Amei as respostas dele. Já li o livro e gostei bastante, me surpreendeu no desfecho!

    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Paloma!
    Sabe que fico muito feliz em ver jovens já com livros bem escritos, quer dizer, ainda não li, mas gostei da entrevista, da forma como foi conduzida e como o autor respondeu com clareza e sobriedade.
    Sucesso!

    Precisava vir agradecer sua visita e carinho no blog, obrigada!
    Que o final de semana seja carregadinho de luz e paz!!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!
    "E que a minha loucura seja perdoada. Porque metade de mim é amor e a outra metade também.(Oswaldo Montenegro)".

    ResponderExcluir