Mostrando postagens com marcador literatura. Mostrar todas as postagens

Clara e Amanda são irmãs que cresceram num lar europeu, do final do século 19, quando os casamentos ainda eram arranjados pelos pais. C...

Clara e Amanda são irmãs que cresceram num lar europeu, do final do século 19, quando os casamentos ainda eram arranjados pelos pais. Clara é apaixonada por Raymond, o jardineiro da família. Por ser a filha mais velha, se vê obrigada a se casar com o rico Raphael. Porém, às vésperas de suas bodas é acometida por uma doença desconhecida que a deixa à beira da morte. Para não interromper o acordo entre as famílias, Amanda se casa no lugar da irmã. Mas a troca das noivas não é bem recebida por Raphael, já que havia se apaixonado por Clara. O rapaz não supera a decisão, alheia à sua vontade, e passa a desconfiar de que a doença repentina da jovem é puro fingimento para evitar o matrimônio. Essa paixão não correspondida e um segredo inviolável marcarão para sempre a vida da jovem Clara e de todos que a rodeiam.

Fonte: We heart it Olá Romeus e Julietas ! Sei que muitas de vocês são loucas por esmaltes assim como eu. Enfim... não sou tão boa c...

Fonte: We heart it

Olá Romeus e Julietas! Sei que muitas de vocês são loucas por esmaltes assim como eu. Enfim... não sou tão boa com as Nails, mas faço o que posso e quando posso. Não é por isso que não vamos buscar inspirações, né? (Risos) Separei para vocês 05 Nail Arts com temática literária. Let's Go!

Olá bolinhas de pelo! Venho trazendo para vocês resenha do Livro  Bola de pelo-Contos sobre gatos    que foi enviado pela autora Gisele Car...


Olá bolinhas de pelo! Venho trazendo para vocês resenha do Livro Bola de pelo-Contos sobre gatos  que foi enviado pela autora Gisele Carmona, que é parceira do Jornalismo na Alma. Fiz uma resenha escrita, com notinhas e outra em vídeo para as pessoas que desejam saber do livro de uma forma mais rápida. Espero que gostem. Em breve tem sorteio dele no blog.

Vídeo Resenha   

NOTAS
Capa: 10
Conteúdo: 10
Diagramação: 10
Nota geral: 10 


Felinos... Os bolinhas de pelo
Por Paloma Viricio


Esse livro tem algo especial, não pelo fato de ser um livro sobre crônicas e elas serem engraçadas no geral, mas sim porque ele reuniu diversos autores e mais do que isso, escritores que fizeram seu papel muito bem por apenas uma coincidência entre os mesmos: O amor aos gatos. A obra conta com um conjunto de 14 contos, uns engraçados, outros tristes e alguns reflexivos. O fato é que a combinação desses ingredientes tornou Bola de Pelo uma obra única, doce e maravilhosa.

O texto da contracapa desse livro descreve perfeitamente os bichanos que levaram essa obra a ser publicada. “ Eles são amados por uns, odiados por outros. Muitos chegam a teme-los. Alguns dizem que têm a sensação de que os gatos, ao fixar seu olhar, leem pensamentos. O inegável é que esse animais causam fascinação por onde passam. E isso não é de hoje.” A capa é linda e passa uma sensação e descontração e familiaridade, as folhas são brancas, mas não cansam a visão, pois são compensadas por letras em tamanho adequado. Todos os contos são dignos de aplausos, e por isso, essa resenha será finalizada com aqueles que podemos destacar como especiais:


Um Miado no Escuro (Gisele Carmona)- Essa pode ser considerada a trama mais linda e emocionante da obra. Ela conta as facetas de um simples gatinho preto em se livrar do preconceito que o acompanha desde o nascimento do mesmo. Além de aconchegante esse conto é super-reflexivo e está entre os favoritos do livro.


Conspiração Felina (José Araújo)-  Esse conto é o mais engraçado do livro. Ele conta a trama de um gatinho super maquiavélico que escreve no diário pessoal, todos os tipos de conspiração contra os humanos que se possa imaginar. Ele mora com uma família convencional formada por pai, mãe e um casal de filhos. O objetivo dele é tomar conta da residência e ser o grande mestre da casa. Mas, será que os planos A, B e X do felino darão certo?

Orbes Escarlates (Vitt Manzini)- Esse é um conto tanto quanto sombrio e muito chamativo. Para aqueles que gostam de suspense, algum tipo de obsessão sobrenatural e um final dilacerante irá amar o conjunto dessa obra.

O Gatuno de Jacira ( Darcicley Lopes)- Esse fala de um gatinho, esperto, sacana e sonso que surgiu lá pelas bandas de uma cidadezinha do nordeste e fez a festa as custas de um povo inocente e humilde. Esse conto envolve política  mostrando de forma digamos um tanto cômica como a população pode ser manipulada pelos grandes e enganada facilmente. Em épocas de eleições é bom ficar atento!!Vale muito a pena ler.

Licença Creative Commons
O trabalho Felinos... Os bolinhas de pelo de Paloma Viricio foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Brasil.
Obs.: Todos os textos produzidos neste blog são da minha autoria e estão registrados. Se utilizá-los, por favor lembre-se dos créditos.




Aproveitando que estamos falando desses animais super fofinhos, gostaria de mencionar um projeto super lindo da minha amiga Pati! Ela tem um blog onde as pessoas podem escolher um amiguinho gatinho e adotar! Quem tiver interesse ou conhecer alguém que queira um felino é só acessar e entrar em contato com ela. 

Hoje irei postar um conto.  Quando o li, achei super interessante e achei que mais pessoas deviam lê-lo. Um conto de Stanislaw.  Mesmo q...


Hoje irei postar um conto.  Quando o li, achei super interessante e achei que mais pessoas deviam lê-lo. Um conto de Stanislaw.  Mesmo que não goste de conto, leia até o fim. O

A ignorância ao alcance de todos




Já não me lembro qual o motivo do almoço. Lembro-me, isto sim, que íamos caminhando, quando Alvinho disse, em voz alta:- Leônio Xanás!- O quê? ?
Perguntei, e Alvinho explicou que Leônio Xanás era o Nome do pintor que estava pintando seu apartamento. Até me mostrou um cartãozinho, escrito Leônio Xanás- Pinturas em geral  Peça Orçamento.
- Hoje acordei com o nome dele na cabeça.  Toda hora digo Leônio Xanás-

Ainda agorinha, ao entrar no lotação, disse alto Leônio Xanáse levei um susto, quando o motorista respondeu: Passa perto?. Ele pensou que eu estava perguntando por determinada rua e foi dizendo logo que passa perto, sem, ao menos, saber que rua era .Foi aí que nos nasceu a vontade de experimentar a sinceridade do próximo e nos nasceu a certeza de que ninguém gosta de confessar-se ignorante mesmo em relação às coisas mais corriqueiras. Entramos numa farmácia para comprar Alka- Seltzer ( pretendíamos tomar vinho no almoço) e Alvinho experimentou de novo, perguntando ao farmacêutico:- Tem Leônio Xanás?- Estamos em falta  foi a resposta.

E assim foi a coisa. Ninguém foi capaz de dizer que não conhecia nenhum Leônio Xanás ou que não sabia o que era Leônio Xanás. Nem mesmo a gerente de uma loja de roupas, que, geralmente, são senhoras de comprovada gentileza. Entramos num elegante magazine do centro da cidade para comprar um lenço de seda para presente. Vimos vários, todos bacanérrimos, mas - para continuar a pesquisa  indagamos a vendedora:- Não tem nenhum da marca Leônio Xanás? A mocinha pediu que esperássemos um momento, foi até lá dentro e voltou com a prestativa senhora gerente. Esta sorriu E quis saber qual era mesmo a marca:- Leônio Xanás  repeti, com esta impressionante cara-de-pau Que Deus me deu.




Madame voltou a sorrir e respondeu: - Tínhamos, sim, senhor. Mas acabou. Estamos esperando nova remessa. Foi uma pena não ter. Compramos de outra marca qualquer e fomos almoçar. Foi um almoço simpático com o velho amigo. Lembro-me que, na hora do vinho, quando o garçom trouxe a carta, Alvinho deu uma olhadela e disse, em tom resoluto:- Queremos uma garrafa de Leônio Xanás tinto. O garçom fez uma mesura: - O senhor vai me perdoar, doutor. Mas eu não aconselho este vinho. Devia ser uma questão de safra, daí a aconselhar outro:- O Ferreirinha não serve? É, irmãos, mal de muitos consolo é, mas ignorante que existe às pampas, ninguém quer ser.

De Stanislaw Ponte Preta


Essa postagem foi elaborada por:



Contato



Nota da Redação
Bom, quero aproveitar esse cantinho da postagem para divulgar o sorteio dos colunistas no mês de março. Quem ganhou dessa vez foi a Ana. 


Parabéns Ana! Vou enviar um e-mail ai você me passa seus dados para o envio do prêmio. Que é um livro/jogo A masmorra da morte + marcador sortido.

Olá Pessoas! Bom, vocês sabem que eu não posto ás segundas, mas cheguei cedo porque hoje foi prova e aproveitei para matar as saudades do...

Olá Pessoas! Bom, vocês sabem que eu não posto ás segundas, mas cheguei cedo porque hoje foi prova e aproveitei para matar as saudades do meu bloguinho e leitores. Hoje é dia Internacional da Literatura Infantil. Um tema muito importante já que é durante a infância que devemos introduzir a leitura na vida de seres que serão responsáveis pelo futuro do mundo. Aproveitando a comemoração a Vida e Consciência, parceira do Jornalismo na Alma, nós enviou algumas novidades. Vamos conferir!

Em função da importância da literatura na educação moral das crianças, o livro infantil tem duas datas comemorativas, ambas em abril.
A primeira é internacional, celebrada no dia 2 de abril, data de nascimento do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, autor de contos que fizeram parte da infância de crianças no mundo todo, como “O patinho feio”, “Soldadinho de chumbo”, “A pequena sereia” e muitos outros.
A segunda é nacional, comemorada no Brasil em 18 de abril, dia do nascimento de Monteiro Lobato, reconhecido até hoje como o principal autor brasileiro de livros infantis, por sua linguagem fácil e imaginativa.
Para celebrar as duas datas, homenageando a todos que se dedicam à tarefa de escrever para crianças e jovens, a Editora Vida & Consciência realiza, no período de 30 de março a 27 de abril, uma campanha promocional, para estimular o prazer pela leitura e contribuir para a formação de cidadãos éticos, críticos e felizes.
Todo o catálogo infantil e infanto-juvenil da Editora está com 30% de desconto para compras feitas diretamente no site. Para facilitar a escolha de acordo com o nível de leitura e interesse da criança, as obras estão separadas por categorias.

(O cravo e a rosa- famosa cantiga infantil)
Para crianças de até 7 anos, há inúmeros livros que estimulam o pensamento e a criatividade; divertem e, ao mesmo tempo, exercem a função de orientar vivências, sensibilizando a consciência e explorando livremente o mundo imaginário.  Uma sugestão é coleção Contando e Cantando – cantigas de roda, com títulos inspirados em cantigas da cultura oral brasileira. São dez livros acompanhados de CD, comoA barata diz que tem, O cravo e a rosa, Ciranda, cirandinha e A Dona Aranha, que propõem uma interação da leitura com a percepção auditiva, atingindo o público infantil que ainda não sabe ler. Os autores são os brasileiros Helen Palácio e Mário Lúcio de Freitas.

Dos 7 aos 9 anos, vários livros auxiliam pais e educadores no processo de formação das crianças. Uma das dicas é a coleção A Descoberta, do americano Etan Boritzer. Publicada em 12 línguas, é composta por um total de dez volumes, que discutem de forma aberta e clara as misteriosas questões que circundam a vida de meninos e meninas, como O que é amizade?, O que é bonito?, O que é correto?, O que é amor?, O que é dinheiro?, O que é morte?, O que é paz?, O que é sonho?, O que é engraçado? e O que é Deus?. Destinada a satisfazer a curiosidade natural das crianças sobre os assuntos difíceis de explicar, seus títulos envolvem os leitores com uma abordagem realista do mundo, mas de um jeito carinhoso e gentil.
Já para os jovens de 9 a 12 anos, a recomendação fica por conta da coleção Feras Futebol Clube, que utiliza as peripécias de um grupo de amigos que adora futebol como pano de fundo para discutir questões como amizade, aceitação e superação. O autor é o alemão Joachim Masannek, que se inspirou em seus filhos para criar as aventuras da série. Dez livros já estão publicados no Brasil: Léo, o driblador; Félix, o furacão; Vanessa, a destemida; Júlio, a muralha; Dênis, a locomotiva; Raban, o herói; Max, o chute certo; Fabi, o ponta-direita; Zezinho, a sétima cavalaria eMário, o camisa 10.
Outro destaque é o livro da premiada Laura Bergallo, O Xamado – Teclando com o além, que narra as aventuras de quatro amigos para resolver um misterioso crime do “fantasma” do MSN. Aqui, a ganhadora do Prêmio Jabuti de 2007 recorre ao português da web, criando uma estreita identificação com o público jovem.
Há ainda várias outras obras especialmente indicadas para crianças bem pequenas até adolescentes, com preços a partir de R$ 6,90. Permeadas por personagens e aventuras, ensinam valores e orientam pais e educadores com temas que abrangem ética, amizade, respeito, autoestima e muitos outros.
Confira o hotsite da Campanha Mês do Livro Infantil na Editora Vida & Consciência em:www.vidaeconsciencia.com.br/mesdolivroinfantil.

Fonte: Vida e Consciência

Quem melhor para entender um bookaholic do que outro bookaholic, não é verdade? É difícil entender os bookaholics, mas não é difícil ...


Quem melhor para entender um bookaholic do que outro bookaholic, não é verdade?

É difícil entender os bookaholics, mas não é difícil reconhecer um. Eles estão sempre com o rosto enfiado em um livro, não sai de casa sem um livro embaixo do braço e vivem dentro de livrarias.

Para não entrar em abstinência quando não tem livros novos para ler, relem seus livros favoritos sem se importar por já saber o que acontece do inicio ao fim. Cada vez que leem, interpretam de uma forma diferente, sentem uma coisa diferente... E isso tudo, faz com que pareça que estão lendo pela primeira vez. Nunca cansam de se apaixonar, de sofrer e de se decepcionar pela mesma pessoa. Nunca cansam de enfrentar seu inimigo e correr perigos. Enfim, nunca cansam de ser aventurar.

E se não bastasse ler, eles querem ter os livros. Principalmente quando amam o livro. Isso é uma das principais coisas que as outras pessoas não entendem. “Se já leu o livro, por que querer comprar?” A resposta é simples: sempre que quiserem reler o livro, o terão nas mãos. Não deixam, é obvio, de ler um livro só por não ter condições de comprar, porque o mais importante é ler, afinal.

Surtam ao verem quando será lançado um livro do seu autor preferido. Deixam de comprar outras coisas só para compra-los. Quando está faltando um livro na sua estante, já dão falta só de olhar. Sabem quando mexeram ou trocaram um livro de lugar. E principalmente, morrem de ciúmes de seus livros.

Sim, sentem ciúmes de seus livros como se fossem pessoas. É só maltratar, um pouquinho que seja um de seus livros que rapidinho você entra na Lista Negra.  E quando pedem um livro emprestado? Alguns não emprestam de jeito nenhum, outros emprestam com um aperto no coração, mas certos livros não emprestam de jeito nenhum. A não ser que tenha total confiança na pessoa e sabe que ela tratará seu bebê muito bem.

Para os bookaholics, os livros são seus bebês, suas joias raras. Tire o que for de um boookholic, mas não tire seus livros porque o mundo acaba para eles.  Sem contar que, quando a história está muito legal, os bookaholics chegam a ficar acordados até tarde ou viram a noite só para terminar de ler o livro e descobrir o final da história, mesmo tendo que estudar ou ir trabalhar bem cedo no outro dia.

É claro que, nem todos os bookaholics são assim, mas a maioria é. Depende da pessoa, do tempo que começou a ter essa paixão pelos livros... De vários outros fatores.Você é um bookaholic? Sim? Tem os hábitos/vícios citados acima ou tem um que não foi citado? Nos conte através de um comentário! Estaremos aguardando.

Esse foi meu primeiro post aqui no Jornalismo na Alma e espero que tenha gostado. Até semana que vem pessoal!

Essa postagem foi elaborada por: 


Contato
NOTA DA REDAÇÃO

Amei o post da Heloísa. Ela trouxe um pouco da super criatividade que ela coloca no blog dela para o Jornalismo na Alma. Isso é ótimo. Parabéns! Além das belas imagens para ilustrar o post, ela soube trazer algo super diferente e interessante para a coluna. Admiro muito isso nas pessoas...criatividade, inovação. Tenho que confessar que sou uma Bookaholic e ri muito cada vez que lia uma descrição porque parece que a Heloísa fez um texto sobre euzinha! Estou muito feliz com as postagens dos colunistas, pois estão sendo de muito valor para o blog e os leitores, vocês não concordam?
Paloma Viricio