'SOMOS TODOS IGUAIS' : É INCRÍVEL O QUE UM POUCO DE AMOR PODE FAZER

by - agosto 16, 2021

DO-QUE-FALA-O-FILME-SOMOS-TODOS-IGUAIS


'SOMOS TODOS IGUAIS' : É INCRÍVEL O QUE UM POUCO DE AMOR PODE FAZER

Por Paloma Viricio

Somos Todos Iguais (Same Kind of Different as Me) é um filme que entrou no catálogo da Netflix recentemente e que está derretendo até mesmo os corações mais durões. É uma película sensível, sincera e emocionante. 

Apesar de entrar somente agora no Streaming, foi lançado em 2017 pela Pure Flix Entertainment. Dirigido por Michael Carney e escrito por Ron Hall. É um filme inspirado em uma história real, baseado no livro homônimo lançado em 2006 pelo próprio Ron Hall, Denver Moore e Lynn Vincent. 


DO QUE FALA O FILME SOMOS TODOS IGUAIS?

somos-todos-iguais-resumo


Somos Todos Iguais é um filme que mexe conosco de um jeito diferente. O que torna difícil descrever em palavras todos os sentimentos que essa história pode nos passar. Mas, acima de tudo mostra que a fé é o leme direcionador da vida daquelas pessoas. Quem sabe também não seja o da nossa, mas ainda nem nos damos conta disso?


"Passei a noite inteira orando. Pedindo a cura dela. Também perguntei o por quê. Por que Deus fez isso com uma mulher que não fez nada além de ser uma serva fiel. Fazendo o que o senhor diz, ajudando os outros. Não faz nenhum sentindo pra mim."


A trama é linda, não tem como não se apaixonar por cada personagem. A trilha sonora é um charme a parte, os diálogos e as quotes. Realmente é um filme zero defeitos. Ele mostra a realidade crua da vida de moradores de rua e como essas pessoas são tratadas como seres invisíveis pela sociedade.


A FÉ COMO PODEROSA ALIADA

frases-do-filme-somos-todos-iguais


Se seguíssemos os ensinamentos mais básicos de Jesus, o grande homem que andou pela Terra,  veríamos que é preciso amar o próximo como a nós mesmos, então por que ainda é tão difícil fazer isso? Por que nos tornamos pessoas insensíveis e alheias a dor dos outros?

"Mas, de vez em quando, eu via uma estrela cadente cruzando o céu escuro. Brilha um minuto. E se foi, em seguida. Eu não entendia por que nunca pude ver para onde ela ia. Acho que Deus estava me dando uma lição sobre a Sra. Debbie.

 E a palavra diz que Deus pôs todas as estrelas no firmamento. E até deu um nome a cada uma. Se alguma delas devesse cair do céu, isso também dependia Dele. Talvez não possamos ver aonde isso vai parar. Mas Deus pode. "

Somos Todos Iguais, nos mostra que não precisamos de muito para mudar a vida de alguém. Um pouco de amor pode sim mudar o mundo. Pode parecer clichê, mas imagina a grande corrente que faríamos se eu, você, ele e ela déssemos um pouco de amor, compaixão e caridade a quem precisa? Um oceano é feito de milhares de gotas, minúsculas que formam um grande infinito mar. Mas isso porque estão juntas, do micro é possível formar o macro. Entende?


A GRATIDÃO NOS TRANSFORMA

somos-todos-iguais-livro


Somos Todos Iguais nos faz refletir como somos ingratos a Deus. Sim, somos! Vivemos reclamando por uma infinidade de coisas pequenas, mas nos esquecemos de agradecer por tantas outras grandes coisas que Ele nos oferta.

Deve ser por isso, que seguimos não nos importando com a dor de quem sofre. O egoísmo tornou-se algo comum. Não é possível entender Deus, se você não consegue admirar a simplicidade tão magnífica dele. 

"Todos somos pessoas comuns caminhando pela rua que Deus pôs a nossa frente. Mas a Sra. Debbie era realmente uma pessoa diferente. Ela sonhava com um lugar melhor para os desabrigados. 

E não estou falando do paraíso, não. Estou falando daqui mesmo, na cidade de vocês. Não importa se você é rico ou pobre, ou se está em um lugar entre os dois. Todos somos desabrigados. Cada um de nós nesse mundo. Apenas tentando voltar para casa."


PRECONCEITO, RACISMO E QUESTÕES SOCIAIS

O Filme nos faz refletir sobre a sociedade que criamos. Ele mostra como era a vida dos negros nos tempos antigos, mas especificamente em Louisiana, você leva um bofetada de realidade e reflexão. Você para, se choca em como poderíamos ser capazes de fazer tamanha atrocidade, escravizar nossa própria raça. 

somos-todos-iguais-filme-netflix


Mas se esquece de que não fazer o mal não é o suficiente. Não se importar em fazer o bem também é egoísmo. Vemos como o preconceito, a escravidão e mesquinharias do século passado ainda estão ai, mas de forma velada e disfarçada. 

Quem somos nós para julgar aqueles que escravizavam no passado, se hoje somos os que por vezes também escravizamos e por outras vemos escravizar e nada fazemos? 


O AMOR DE DEUS É PODEROSO E INFINITO

Somos Todos Iguais, pode mudar mentes e corações. Eu sei, que muitas pessoas vão se sentir tocadas pelo amor de Deus que é passado nesse filme, vão mudar suas vidas e de outras pessoas. Não tem como ser igual o que era depois de 02 horas em frente a história contada nessa trama. 

somos-todos-iguais-historia-real


"Ela é única que me amou o bastante para não desistir.  Agora, aqui estou, um homem mudado. Um homem livre. Eu passava muito tempo preocupado por ser diferente dos outros. Até dos outros desabrigados. 

Mas, depois que encontrei a Sra. Debbie e o Sr. Ron... eu me preocupava por ser tão diferente deles, que nunca teríamos nenhum futuro. Mas o que descobri foi que todo mundo é diferente, mas ao mesmo tempo somos todos iguais."


INSPIRADO EM UMA LIÇÃO DE VIDA REAL

Fico extremamente feliz em saber que esse filme foi inspirado em uma história real. Isso mostra que é possível sim fazer acontecer no nosso mundo. Não é coisa de ficção. Ron, não abandonou o sonho que a esposa começou, ele terminou o livro que conta essa linda história com seu melhor amigo Denver a seu lado. 

denver-somos-todos-iguais
Ron Hall e Denver Moore da vida real ❤


A brochura se tornou um best-seller do New York Times, mesmo ele não tendo escrito nada tão grande antes. Ron e Denver viajaram por 09 anos divulgando essa história e angariaram 85 milhões de dólares para os desabrigados. Uma película incrível, que irá fazer você derramar muitas lágrimas e repensar sua vida. 


Licença Creative Commons
A Crítica  Somos Todos Iguais: É incrível o que um pouco de amor pode fazer de Paloma Viricio foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Brasil.

Obs.: Todos os textos produzidos neste blog são da minha autoria e estão registrados. Se utilizá-los, por favor lembre-se dos créditos.

You May Also Like

18 comments


  1. Filmaço, obrigado!!!
    Gostaria que você desse um pulinho no meu blog:" Falando sério" pois, publiquei uma homenagem ao incrível ator PAULO JOSÉ que nos deixou recentemente e que, no filme "Todas as mulheres do mundo" passou um ensinamento sociológico magistral e ajudou a muitos homens a decidirem-se sobre aquela duvida principal: Poligamia ou monogamia?
    Espero que comente, se possivel, você a quem eu sigo faz alguns anos.
    Saúde e cuide-se
    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  2. O filme é maravilhoso, é um filme que vai falar muito em nossos corações, gosto quando os filmes são baseados na história real, aprendemos muito, bjs.

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Eu ainda não conhecia o filme, mas gostei de saber mais sobre ele, pois gosto de filmes que trazem grandes lições e reflexões. Porém, antes de assisti-lo creio que vou procurar ler o livro do qual ele se baseou. E gostei de saber também que a história é real.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  4. Ainda não assisti esse filme, mas parece muito emocionante.
    Gostei da indicação.
    Bjus!

    www.galerafashion.com

    ResponderExcluir
  5. não conhecia esse filme, mas gostei bastante da tua resenha e, principalmente, por se tratar de uma história real. gosto muito de assistir/ler sobre coisas que realmente aconteceram hehe

    vou procurar na netflix pra assistir esse findi!

    um beijo,
    gabi ramalho ♥

    ResponderExcluir
  6. Por coincidência ouvi falar muito desse filme essa semana, inclusive ele passou na 'Globo' hoje né? Queria vê-lo no domingo passado, mas não foi possível. O verei em breve.

    Boa semana!

    O blog está em Hiatus de Inverno entre 02 de agosto e 02 de setembro, mas comentaremos nos blogs amigos nesse período.

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  7. Olá Paloma,
    Assisti esse filme maravilhoso e fiquei muito tocada. Fui dormir pensando naqueles personagens, na vida que levam os moradores de rua. Que linda história de amor e fé. Como você comentou, é muito bom ver que o filme é baseado numa história real. Precisamos fazer o que está ao nosso alcance para espalhar o amor acreditando sempre nas pessoas. Amar como Jesus amou.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, pela resenha é um livro muito emocionante e reflexivo. Gosto muito de filmes baseados em histórias reais, e já anotei a dica para assistir.

    ResponderExcluir
  9. Já faz um tempo que vejo o título na Netflix mas ainda não parei para olhar, acho, acredito que tem a hora certa pra tudo, e a minha de assistir ainda não chegou, mas com toda certeza quero ver esse filme! É uma ótima indicação!

    ResponderExcluir
  10. oi!
    Que sugestão maravilhosa :D eu amei a historia, vou aproveitar o fim de semana para assistir...

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem? Cheguei a ver o trailer mas ainda não assisti o filme. Pelas suas palavras dá para perceber o quanto a história é tocante e cheia de lições. Todo ser humano é movido pela fé em algo. Seja na família, em Deus, nas boas ações, e isso nos torna melhores. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Ainda não conhecia o filme, mas depois do seu post, já quero muito conferir, pois tenho certeza que será uma experiência maravilhosa. O fato de trazer essas questões sociais que são bem fortes e impactantes já me anima demais. Acho que eu iria me emocionar bastante. Dica anotada!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Já assisti a esse filme há alguns meses, comecei a chorar. É um filme inspirado em uma história verdadeira, baseado no livro que é a verdade que muitos estão enfrentando.

    ResponderExcluir
  14. Eu ainda não assisti, mas sei que vou me emocionar e aprender muito com a história. Obrigada pela recomendação.

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  15. Tenho evitado filmes comoventes, mas a história desse filme parece arrebatar a gente. Vou me lembrar dele quando parar para assistir algo.

    ResponderExcluir
  16. Eu uvi falar muito bem desse filme, já vou assistir, fiquei interessada.

    ResponderExcluir